topo
telefones
We speak
English
Skype Me™!


Patrimônio Blindado
Blindagem Patrimonial

Proteção e Blindagem Patrimonial - Planejamento Tributário - Reorganização Societária - Contabilidade - Auditoria - Reestruturação Organizacional - Plano de Negócios - Recuperação de Créditos Tributários Serviços de Consultoria com profissionais altamente qualificados e com ampla experiência nas áreas Fiscal, Tributária e Contábil.

Queremos que você somente avance na leitura deste texto, se não conseguir responder a três perguntas que lhe faremos:

  1. A sua empresa é lucrativa?
  2. A sua empresa paga muito imposto?
  3. Tem a empresa na mão?

Com o advento da Lei 10.833, criou-se uma nova cultura de arrecadação que nada mais é que cópia fiel aplicada nos Paises desenvolvidos, e este sistema está definido como sistema piramidal de arrecadação.

O que vem a ser "o sistema piramidal de arrecadação"?

São os grandes controlando os pequenos, por exemplo: quando o tomador de serviços paga o prestador de serviços, ele retem os impostos e contribuições, repassando-os para o Governo, garantindo assim a arrecadação de tributos, ou seja, a fatia da receita que lhe cabe. Pergunto-lhes, porque controlar os pequenos que são em maior numero se podemos controlar os grandes que fazem os pagamentos e repassam a parte que interessa ao Governo ?

Consequencias negativas do sistema piramidal: Se as empresas de pequeno e médio porte, não tiverem um controle interno rigoroso, certamente estarão pagando em duplicidade seus impostos e contribuições, está é a realidade com que nos deparamos e na maioria dos casos, prejudicando a capacidade de pagamento das empresas levando a mesma ao endividamento com entes tributários, fato este que poderia ser evitado se a empresa viesse a utilizar os impostos e contribuições retidas e seus devidos créditos tributários oriundos de apuração de resultado.

Diante do exposto, apresentamos a seguir um exemplo prático que é muito comum nas empresas pela falta de controle interno e mau preparo dos profissionais que na maioria das vezes não possui formação contábil, o que dificulta a análise da Legislação cujo impacto recai diretamente no caixa da empresa sob forma negativa.

Exemplo de Empresa sem Controle Interno:
...................Alíquota.......Jan/2008
Faturamento......................1.000.000
PIS...................0,65%..........6.500
COFINS................3,00%.........30.000
IRPJ..................4,90%.........48.000
CSLL..................2,88%.........28.800

Total..............................113.300

Exemplo de Empresa com Controle Interno:

...................Alíquota.......Jan/2008
Faturamento......................1.000.000
PIS...................0,65%..........6.500
COFINS................3,00%.........30.000
IRPJ..................4,90%.........48.000
CSLL..................2,88%.........28.800

Total..............................113.300
Deduções PIS.........65,00%..........6.500
Deduções COFINS.......3,00%.........30.000
Deduções de IR........1,50%.........15.000
Deduções de CSLL......1,00%.........10.000

Total das Deduções..................61.500

Total a Pagar.......................51.800

 

Nota: Verificamos através do exemplo acima que a empresa sem controle pode ter desembolsado o valor de R$ 61.500. Este reflexo no caixa é mensal, se multiplicarmos este valor por 12 meses, o impacto seria de R$ 738.000 ao ano.

O exemplo citado tem como base apenas o cálculo dos impostos indiretos. Para um resultado mais relevante, sugerimos um Planejamento Tributário e Societário, que trará além de um beneficio financeiro, um beneficio econômico. Propiciará aos gestores uma visão patrimonial, dando-lhes a oportunidade de se anteciparem a fatos que poderão ser irreversíveis para a sua empresa, portanto, planejamento é o segredo do sucesso para as pequenas e médias empresas.

Muitos empreendedores, especialmente os pequenos, morrem de medo ao ouvir falar em balanço, capital de giro, planejamento tributário, etc... No entanto, este problema pode ser mais simples do que parece. Entender este balaio de números se resume a avaliar apenas três indicadores. Se o empresário souber os números do fluxo de caixa, da margem de contribuição e do demonstrativo de resultados, tem a empresa na mão.

Um trabalho de gestão empresarial integral, que pode ser chamado de gestão de desempenho, e da elaboração de um plano de negócios, pode aliviar e solucionar estes problemas. Pois com um plano bem delineado, a empresa diminui significativamente seus riscos, por conhecê-los de antemão e possuir soluções previamente pensadas, responderão as perguntas elencadas no inicio do texto.

Agende um visita para conversar com um dos nossos consultores especializados nas seguintes soluções corporativas:

  • Planejamento Tributário;
  • Blindagem Patrimonial;
  • Reestruturação Organizacional;
  • Reorganização Societária;
  • Implantação de Tesouraria;
  • Implantação de Controles Internos;
  • Orçamento Empresarial;
  • Administração de Fluxo de Caixa;
  • Plano de Negócios;
  • Recuperação de Créditos Tributários;
logo dos anos da Acesse
logo Facebook

Consultoria Imobiliária especializada na Zona Sul do Rio de Janeiro
Compra e venda de imóveis
Administração e Locação de imoveis residenciais e comerciais
Assessoria Juridica Imobiliaria


internetRealtyLogo Logo-BNI

Acesse Imovel Rio Consultoria Imobiliaria Ltda - Rio de Janeiro 2013 - Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução do conteúdo sem autorização expressa
da Acesse Imovel Rio de Janeiro sob as penas da lei.

Imóveis em Destaque